Acesse nosso conteúdo

Populate the side area with widgets, images, and more. Easily add social icons linking to your social media pages and make sure that they are always just one click away.

@2016 brpress, Todos os direitos reservados.

Ariadna e Bruno Chateaubriand no Grande Baile GayAriadna e Bruno Chateaubriand no Grande Baile Gay

Baile gay fecha ‘devassidão’

(Rio de Janeiro, brpress) - Grande Baile Gay fechou os Bailes Devassa na última terça-feira (08/03), reunindo celebridades de Vincent Cassel a Ariadna. Por Lucianno Maza.

(Rio de Janeiro, brpress) – Se nos últimos anos a capital carioca viveu um verdadeiro boom dos blocos de rua, o Carnaval 2011 foi marcado pela volta dos tradicionais grandes bailes, como os que aconteciam no Hotel Glória e antigo Scala. Desta vez, o cenário é a exuberante Baía de Guanabara, no Píer Mauá, reafirmando sua vocação para receber grandes eventos.

Com patrocínio de um fabricante de bebidas, Ricardo Amaral – conhecido como rei da noite carioca – foi o responsável pelos Bailes Devassa, ao lado dos antenados empresários Alexandre Accioly e Luiz Calainho. Fechando o Carnaval carioca, que durou seis dias, o Grande Baile Gay fechou os Bailes Devassa na última terça-feira (08/03), tendo como embaixadores o carnavalesco Milton Cunha, a atriz e cantora transexual Rogéria e o jornalista Bruno Chateaubriand.

Luxo e originalidade

Num armazém do cais com climatização perfeita, a cenografia remetia à indefectível calçada de pedras portuguesas de Copacabana e a coqueiros estilizados de Burle Marx – uma eficiente ambientação do septuagenário Mário Monteiro, responsável pela criação da cidade cenográfica da Rede Globo e da Cidade do Rock, onde acontecia o Rock in Rio.

A programação artística assinada por Haroldo Costa, levou ao palco principal na noite um time de grandes artistas do teatro musical em shows e a premiação do Concurso Nacional de Fantasia. O produtor musical e showman Luís Carlos Miéle apresentou ao lado de Rogéria, os ganhadores do concurso.

Infelizmente o roteiro pouco organizado deixou a desejar. Mas valeu pelo humor dos apresentadores e pela intenção mostrar a criatividade dos concorrentes, como uma Carmem Miranda toda feita de jornal reciclado ou a suntuosa fantasia com ares indianos que faturou o prêmio principal da noite. Para entregar os troféus: Gisela Amaral e personalidades do meio LGBT como a drag queen Isabelita do Patins e a Miss Brasil Gay 2009, Ava Simões.

Barrados no Baile

Eduardo Dusek fez melhor show da noite. Com seu piano digital, animou o público com pot-pourri das marchinhas mais famosas, com destaque para sua ode à Nássara – o compositor de Alalaô –, versões vigorosas e algo críticas de sambas como Vou Festejar, de Jorge Aragão, que ficou famoso na voz de Beth Carvalho e hilariantes “mashups”. Seus sucessos autorais como Barrados No Baile, Doméstica e Folia No Matagal não faltaram e levaram o público ao ápice da noite.

Quem passou por lá

Entre a comunidade gay e simpatizantes que curtiram a noite, estiveram presentes figuras da moda como os hairstylists paulistanos Celso Kamura e Marco Antônio de Biaggi, o colunista Bruno Astuto e o estilista Carlos Tufvesson que, com seu companheiro, o arquiteto André Piva, estava na importante função de promover a campanha Rio Carnaval Sem Preconceito.

O ator francês Vincent Cassel, de Cisne Negro, as atrizes Sophie Charlotte e Gottsha e até o mágico Val Valentino – o Mister M –se misturaram aos onipresentes ex-BBBs, como o fashionista Serginho Orgastic e a transexual Ariadna, que foi coroada rainha do baile.

(Lucianno Maza / Especial para brpress)

Comentários

Publicar Comentário