Acesse nosso conteúdo

Populate the side area with widgets, images, and more. Easily add social icons linking to your social media pages and make sure that they are always just one click away.

@2016 brpress, Todos os direitos reservados.

FOTO – James Cameron voltará ao Brasil para filmar documentário sobre índios em 3D. india-server.comFOTO – James Cameron voltará ao Brasil para filmar documentário sobre índios em 3D. india-server.com

Cameron: índios X Belo Monte

(brpress) - Cineasta canadense diz que voltará ao Brasil ainda este ano para gravar documentário em 3D sobre povos do Alto Xingu.
(brpress) – Dono das duas maiores bilheterias do cinema mundial, Avatar e Titanic, o diretor canadense James Cameron, que recentemente se tornou simpático à causa dos índios do Xingu contra a construção da usina hidrelétrica de Belo Monte (PA), voltará ao Brasil, ainda em 2010, para filmar a cultura dos povos da região em um documentário 3D. 

 Enquanto não retorna ao Brasil, o diretor prepara o relançamento nos cinemas de Avatar, em outubro, com nove minutos inéditos e um DVD com 16 minutos, em novembro. Porém, o disco com a versão de final de ano deve conter cenas gravadas nos encontros que o diretor teve com índios brasileiros.  

 “Estamos editando um curta documentário sobre as duas primeiras visitas, que vai estar no DVD de ‘Avatar’ a ser lançado para o Natal. Quero voltar ao 
para filmar coisas para um outro projeto, em breve poderei anunciar. Eu amo o Brasil, peguei o vírus Brasil. Quero voltar até o fim do outono [nos EUA, novembro]”, declarou ao jornal Folha de S. Paulo.
Sem transparência 
 O diretor, contrário à construção da hidrelétrica no Pará, afirmou também que o governo brasileiro e as grandes empresas fizeram “as coisas na sombra”. “Quando fomos lá, fizemos coletivas de imprensa em Altamira, Manaus, Brasília. Ganhamos algum interesse da mídia. E acho que o público ficou muito mais consciente do problema depois”, disse. “Eu amo o Brasil, peguei o vírus Brasil”, declarou-se. 
E completou: “Tenho certeza de que muita gente no Brasil me vê como um forasteiro. Mas, por outro lado, fiz um filme sobre exatamente a mesma história. Quando os índios me pediram ajuda, estavam desesperados. Não podia dar as costas”.
Quanto a sequência de Avatar, declarou estar negociando com a Fox para filmar as partes dois e três juntas.