Acesse nosso conteúdo

Populate the side area with widgets, images, and more. Easily add social icons linking to your social media pages and make sure that they are always just one click away.

@2016 brpress, Todos os direitos reservados.

Karin Ainouz filma no Aeroporto TempelhofKarin Ainouz filma no Aeroporto Tempelhof

Documentário de brasileiro concorre a prêmio em Berlim

(brpress) - Cineasta Karin Ainouz é indicado ao Glasshütte Original Documentary Award na Berlinale, com o documentário TFH: Central Airport, sobre aeroporto desativado que serve de abrigo para refugiados.

(brpress) –  O cineasta brasileiro Karin Ainouz (Praia do Futuro e Madame Satã) concorre ao Glasshütte Original Documentary Award no Festival Internacional de Cinema de Berlim 2018, que acontece de 15 a 25/02, com o documentário TFH: Central Airport. O filme mostra o Aeroporto Tempelhof, em Berlim, desativado há 10 anos. Seus hangares servem para acolher dois mil refugiados, vindos da Síria e do Iraque.

Tempelhof foi inaugurado em 1923 e, sob o comando de Adolf Hitler, chegou a ser um dos maiores aeroportos do mundo. Finalmente foi fechado em 2008, quando passou a receber eventos, incluindo um festival de rock. O local, no entanto, continua sendo um lugar de chegadas e partidas sendo usado simultânea e paradoxalmente como abrigo de refugiados e um parque de lazer para os habitantes de Berlim. 

Ainouz se concentra em mostrar esse momento historicamente único da Alemanha, como um retrato de uma cidade dentro de outra cidade, mas também de uma sociedade europeia em estado de emergência, entre a crise e a utopia.

O diretor tem estreita relação com o Festival de Berlim, onde mora e apresentou diversos filmes, entre eles Praia do Futuro, em 2014. TFH: Central Airport foi comissionado pelo canal europeu Arte. 

Comentários

Publicar Comentário