Acesse nosso conteúdo

Populate the side area with widgets, images, and more. Easily add social icons linking to your social media pages and make sure that they are always just one click away.

@2016 brpress, Todos os direitos reservados.

Cena do longa Chasing Robert Barker: financiamento do Kickstarter. Foto: DivulgaçãoCena do longa Chasing Robert Barker: financiamento do Kickstarter. Foto: Divulgação

Escutas telefônicas inspiram longa

(Londres, brpress) - Chasing Robert Barker, projeto do mineiro Daniel Florêncio fincanciado por crowdfunding, mostra paparazzo prejudicado por tablóide. Por Beatriz Clemente.

(Londres, brpress) – O cineasta mineiro radicado em Londres desde 2005 Daniel Florêncio começa a rodar em abril seu primeiro longa-metragem. O elenco conta com o ator Patrick Baladi (da versão britânica da série The Office) e com a atriz Hilda Peter, ganhadora do Urso de Prata bem Berlim em 2009 e do prêmio de melhor atriz no Festival Europeu de Cinema no mesmo ano.

    Chasing Robert Barker (“À procura de Robert Barker”) é um thriller independente de 90 minutos passado em Londres. David, o personagem principal, é um paparazzo enviado em um trabalho para conseguir fotos de Robert Barker, um famoso ator de cinema para um tablóide. O filme segue David em sua jornada quando ele descobre como uma matéria em um tablóide afetou sua própria vida.

Escutas telefônicas

    Perguntado sobre como surgiu a ideia para o roteiro e quais as referências buscadas para a criação da história, Daniel Florêncio diz que há alguns anos, produziu um documentário curta-metragem, Tracking William, em que seguia um paparazzo pela noite londrina. “Ano passado, em meio ao escândalo das escutas telefônicas ilegais na Grã Bretanha, percebi que havia mais elementos naquela história que eu havia filmado que poderiam ser explorados”.

    Chasing Robert Barker é uma produção independente que conseguiu arrecadar  um total de £50 mil (R$ 150 mil) para viabilizar o projeto, conta com uma campanha no site de financiamento coletivo Kickstarter.

    Daniel Florêncio trabalhou no desenvolvimento e no lançamento no país do canal Current TV, do ex-vice-presidente americano Al Gore, para quem produziu vários documentários. Ele também foi diretor da série O Show Secreto, ganhadora do BAFTA (o ‘Oscar’ britânico) de melhor animação, entre outros trabalho, incluindo o filme Gagged in Brazil, sobre as relações entre Aécio Neves, TV Globo e Estado de Minas.

(Beatriz Clemente/Especial para brpress)