Acesse nosso conteúdo

Populate the side area with widgets, images, and more. Easily add social icons linking to your social media pages and make sure that they are always just one click away.

@2016 brpress, Todos os direitos reservados.

FOTO - Uma das caricaturas de Floyd Norman: Rapunzel tem uma metralhadora no alto de sua torre.  web.mac.com/floydnormanFOTO – Uma das caricaturas de Floyd Norman: Rapunzel tem uma metralhadora no alto de sua torre. web.mac.com/floydnorman

Rapunzel tem uma arma

(brpress) – Animação de Rapunzel é alvo de charges de um dos desenhistas contra o filme ter nome alterado para Tangled.

(brpress) – Desde a estreia da animação A Princesa e o Sapo, em 2009, as bases dos estúdios Disney deram uma estremecida. O resultado das bilheteria foram muito abaixo do esperado.

Dado o fato, o clássico conto de fadas Rapunzel, a ser lançado em novembro deste ano nos EUA, foi repensado. O animador aposentado Floyd Norman, que trabalhou em Mulan e Monstros S/A, não gostou nada da ideia e partiu para o ataque: produziu charges com conteúdo crítico à mudança de nome do filme.

Sob o poder de Glen Keane no ano de 2003, o projeto da jovem princesa que jogava suas tranças pela janela abalou ainda mais as estruturas. Focando no comercial e no resultado de bilheteria, o filme mudou de nome e agora possui o título de Tangled (algo como “enrolada”, dando abertura à interpretações dúbias).

Metralhadora

Em uma das caricaturas de Norman, a ex-Rapunzel incorpora Sarah Connor, da saga O Exterminador do Futuro, e posa ao lado de uma metralhadora no alto de sua torre.  Em outra, Norman alfineta mais e coloca John Lasseter noticiando que a direção do projeto seria entregue ao cineasta James Cameron, seguida das caras espantadas dos funcionários.

Tanto funcionou a campanha anti-Tangled, que as ilustrações tomaram conta do espaço virtual em pouquíssimo tempo, ganhando fácil o LA Times. Em desabafo à revista Sci-Fi News, Norman disse que o melhor adjetivo a ser dado à escolha é “estúpido”.                   

Walt detestaria

Ele ainda justificou: “Não quero me sentir só porque trabalhei diretamente com Walt Disney. Mas ele jamais aceitaria algo assim. É bem diferente relembrar o respeito que ele tinha às equipes de criatividade e subverter um conto clássico simplesmente pela questão do marketing”.

Norman trabalhou no departamento de roteiros com Walt Disney em 1956 e ainda alimenta esperanças de que alguém reverta o quadro e faça o nome Rapunzel ser mantido. Na opinião do animador, Glen Keane não deveria ter saído da direção, exatamente porque, assim como ele próprio, acredita na animação clássica.

Para saber mais sobre as opiniões de Norman, acesse o blog http://web.mac.com/floydnorman .

Cadastre-se para comentar e ganhe 6 dias de acesso grátis!
CADASTRAR

Comente agora