Acesse nosso conteúdo

Populate the side area with widgets, images, and more. Easily add social icons linking to your social media pages and make sure that they are always just one click away.

@2016 brpress, Todos os direitos reservados.

Veronika (Anjela Nedyalkova) leva Renton (Ewan McGregor) e Sick Boy (Jonny Lee Miller) no bico. Foto: DivulgaçãoVeronika (Anjela Nedyalkova) leva Renton (Ewan McGregor) e Sick Boy (Jonny Lee Miller) no bico. Foto: Divulgação

Trainspotting 2: tudo para fisgar até quem não viu primeiro filme

(Berlim, brpress) - T2 é mais um da série 'a volta dos que foram e voltaram' – no caso a gang dos quatro amigos para reviverem, num outro momento, loucuras que excitaram jovens hoje quarentões. Por Rui Martins.

(Berlim, brpress) – Eles formavam uma gang, porém Mark Renton partiu com as 16 mil libras esterlinas provenientes de tráfico de heroína. Vinte anos depois, Renton retorna da Holanda a Edimburgo e reencontra Spud, Sick Boy e Begbie, em situações diversas e mesmo perigosas. O filme, que estreou no Reino Unido em janeiro dividindo a crítica e chega finalmente ao Brasil dia 23/03, foi exibido no 67o. Festival Internacional de Cinema de Berlim. 

A estas alturas, quase todo fã do desassossegado Trainspotting – Sem Limites (1996) já sabe que este é o enredo deT2 ou Trainspotting 2. Mas trata-se mesmo de uma continuação, 20 anos depois? O diretor Danny Boyle nega. Porém, a impressão é de um retorno dos quatro escoceses doidões para reviverem, num momento diferente, as loucuras que excitaram jovens hoje quarentões, cinquentões até – o caso so elenco.

‘Tudo mudou’ 

“Não é uma sequência, mesmo porque o clima da época de Trainspotting era outro, tudo mudou, e seria impossível se reeditar com o mesmo impacto as aventuras do passado”, diz Danny Boyle, o diretor e criador, que não precisa provar nada, pois embolsou um Oscar por Quem Quer Ser um Milionário (Slumdog Millionaire, 2008) e assinou a celebrada festa de abertura das Olimpíadas de Londres – que eternizou a Rainha Elizabeth como Bondgirl.  

Mesmo assim, não se pode evitar os comentários maldosos dos que vêem os amadurecidos junkies de outrora como num exercício de come-back no estilo dos Rolling Stones. Mas não se pode negar: o filme tem um ótimo ritmo, como música, movimento, fotografia, enfim, tudo da cultura pós-industrial e submundo das drogas e adjacências. Com esses predicados, não vai ser difícil cativar a galera de hoje, que nunca viu o primeiro Trainspotting. 

Chocada

A atriz búlgara Anjela Nedyalkova contou, no encontro com a imprensa na Berlinale, ter visto essa primeira versão quando era “bem adolescente” e disse “não ter gostado de certas cenas chocantes”. Leia-se bad trips e consumo explícito de heroína – que ainda rola, mas não com aquele impacto. 

Agora participante de T2, ela viveu Veronika, a esperta garota que soube convencer o grupo a criar um grande bordel em Edimburgo, mas fugiu para Sofia com as 100 mil libras obtidas para execução do projeto, deixando seus amigos sem nada e obrigados a viver novas doideiras – sempre à beira do precipício. 

Trainspotting 2 é também sobre envelhecer, sem qualquer perspectiva, e sobre amizade. 

(Rui Martins*/Especial para brpress)

Leia mais sobre Trainspotting 2 aqui.

 (*) Rui Martins está em Berlim, convidado pelo 67o. Berlin International Film Festival.

Comentários

Publicar Comentário