Acesse nosso conteúdo

Populate the side area with widgets, images, and more. Easily add social icons linking to your social media pages and make sure that they are always just one click away.

@2016 brpress, Todos os direitos reservados.

Criação de Daniel Lismore. Foto: V&ACriação de Daniel Lismore. Foto: V&A

Daniel Lismore mescla psicodelia, couture e brechó

Fashion in Motion recebe estilista eleito pela Vogue “o mais excêntrico da Inglaterra".

(Londres, brpress) – Paralelo à exposição Fashioning Masculinities: The Art of Menswear, o museu Victoria and Albert, em Londres, recebe, nesta sexta (05/08), o inglês Daniel Lismore – eleito pela Vogue “o designer mais excêntrico da Inglaterra”. Seu estilo faz a linha Boy George elevado à enésima potência, com forte pegada na “arte vestível”. Os ingressos, gratuitos, estão esgotados.

Seja Você Mesmo, Todos os Outros Já Estão Ocupados (Be Yourself, Everybody Else is Taken) é o titulo da exposição itinerante do artista multidisciplinar, que está percorrendo vários museus do mundo. Lismore apresenta um desfile/performance derivado da mostra como parte da série Fashion in Motion, do V&A, além de um look inédito em referência ao Jubileu da rainha Elizabeth II.

Como o artista americano Nick Cave (homônimo do músico australiano), pioneiro em “arte vestível” que integra a exposição In the Black Fantastic, que a brpress visitou, Daniel Lismore usa tecidos, sisal, botões de plástico, miçangas, arames, lantejoulas, penas, bordados, acessórios e roupas vintage, além de materiais inusitados, como cabelo humano tingido. 

O V&A define o trabalho de Daniel Lismore como “um mash up de psicodelia, alta costura e  brechó”. 

Reusar, reciclar, reinventar

O próprio estilista se apropria de suas “obras”, que se materializam no momento em começa a se vestir. Lismore vem sendo aclamado pela sua criatividade fértil, ativismo e pelo apelo visual fascinante de suas “esculturas” tridimensionais, que misturam presente, passado e futuro – além de materiais diversos e reciclados. 

Cave e Lismore produzem peças que lembram alegorias carnavalescas, mas que questionam de modo impactante conceitos de utilidade e identidade. 

(Colaborou Andrea Kirst, especial para brpress)

#brpressconteudo #conteudoqueconecta #moda #editorial #daniellismore #fashioninmotion #recycling #upcycling #arte #fashion #wearableart