Acesse nosso conteúdo

Populate the side area with widgets, images, and more. Easily add social icons linking to your social media pages and make sure that they are always just one click away.

@2016 brpress, Todos os direitos reservados.

Delegada Patrícia Domingo, ex-candidata à Prefeitura de Recife pelo Podemos Foto: Divulgação

Delegada bolsonarista quer que vereadora agredida pela PM seja investigada

De carona na violência desproporcional da polícia contra manifestantes contra Bolsonaro no Recife, onde foi candidata à prefeita, Patrícia Domingos diz que Liana Cirne é que abusou de autoridade

(brpress) – O aparelhamento e “fascistização” da PM com a ideologia bolsonarista continuam preocupantes e dando indícios da gravidade da tentativa do governo federal de cooptar as forças de segurança pública e também as Forças Armadas, com a decisão do Exército de não punir o gal. Eduardo Pazuello por participar de manifestações políticas pró-Bolsonaro.

De carona na violência desproporcional da PM de PE contra manifestantes contra Bolsonaro, a delegada bolsonarista Patrícia Domingos (foto acima), ex-candidata à prefeitura do Recife pelo Podemos, pediu ao Ministério Público de PE que investigue a conduta da vereadora pelo Recife Liana Cirne (PT, foto abaixo), atacada por um policial que disparou spray de pimenta no seu rosto, sem qualquer motivo, num flagrante abuso de autoridade.

Aglomeração

Para a delegada, foi a vereadora que abusou de sua autoridade, tentando dissuadir a PM de fazer seu trabalho – “dispersar a multidão” – e desobedecendo “decretos estaduais que impedem aglomerações no estado”. O de abertura da investigação pelo MP foi feito em conjunto com o presidente da ONG Fiscaliza Brasil, Thiago Lira, e o advogado Joaquim Zhitomir. 

O MP-PE já investiga a atuação da PM, que classificou como “ilegal e arbitrária”. Os policiais que dispararam balas de borracha na manifestação pacífica, deixando dois homens sem visão após serem atingidos nos olhos, estão afastados de suas funções enquanto durar a investigação da Corregedoria da Secretaria de Defesa Social do PE.