Acesse nosso conteúdo

Populate the side area with widgets, images, and more. Easily add social icons linking to your social media pages and make sure that they are always just one click away.

@2016 brpress, Todos os direitos reservados.

Exigir demais do corpo pode trazer problemas precoces como osteoartrite. dietaja.uol.com.brExigir demais do corpo pode trazer problemas precoces como osteoartrite. dietaja.uol.com.br

Excesso pode causar artrite

(brpress) – Treinamento exagerado faz articulações de atletas se desgastarem precocemente, antecipando em até 30 anos o surgimento de osteoartrite.

(brpress) – Os atletas são cada vez mais exigidos fisicamente nos intensos e longos campeonatos atuais. Todo esse esforço faz com que, aos 30 anos, muitos já sejam considerados velhos para continuar no esporte.
De acordo com o doutor Gilberto Anauate, chefe do departamento de Ortopedia do Hospital Santa Paula (SP), cada esporte exige esforços diferentes dos atletas.

“Em praticantes de golfe, tae kwon do, rugby, futebol, basquetebol e tênis, por exemplo, os problemas no quadril são mais frequentes. Quem joga futebol costuma forçar as articulações dos joelhos e tornozelos. E os jogadores de vôlei, com intensa movimentação de braços, pernas e quadris, costumam apresentar dores e problemas articulares ainda no início de carreira”, diz. “É necessário e imprescindível um reforço muscular e acompanhamento com fisiologista e fisioterapeuta específico para cada atividade esportiva”, continua.

Alternativas

Para preservar a qualidade de vida dos atletas que continuam a jogar profissionalmente, o tratamento para lesões pode incluir desde analgésicos e anti-inflamatórios até rotina de exercícios hidroterápicos e fisioterapia.

“Alguns atletas também apresentam bons resultados com infiltrações, mas há casos em que a cirurgia é único caminho indicado. As alternativas incluem tecnologias mais recentes, como a terapia de sinais pulsados e o tratamento por ondas de choque. Cada caso tem de ser analisado cuidadosamente, inclusive levando em consideração a carreira do atleta”, diz Anauate.

Comentários

Publicar Comentário