Acesse nosso conteúdo

Populate the side area with widgets, images, and more. Easily add social icons linking to your social media pages and make sure that they are always just one click away.

@2016 brpress, Todos os direitos reservados.

Basquiat: do graffiti às galerias de arte. Foto: DivulgaçãoBasquiat: do graffiti às galerias de arte. Foto: Divulgação

Basquiat em Londres antes de SP

(Londres, brpress) - Boom for Real explora o trabalho do prodígio pioneiro do graffiti com mais de 100 obras de museus internacionais e coleções particulares.

(Londres, brpress) – Enquanto não chega ao Masp, em São Paulo, em 2018, a exposição dedicada a Jean-Michel Basquiat (1960-1988) faz escala em Londres. É a primeira exposição em larga escala no Reino Unido da obra do artista americano e está em curso desde 21 de setembro, no Barbican Centre. No último final de semana, bateu recorde de visitação. 

Boom for Real explora o trabalho de Jean-Michel Basquiat, o prodígio pioneiro do graffiti na década de 1980, em Nova York. Esta exposição reúne uma excelente seleção de mais de 100 obras de museus internacionais e coleções particulares. 

Namorando Madonna

Além de obras de Basquiat, Boom for Real inclui obras de artistas com quem ele trabalhou, como Andy Warhol e Keith Haring, além da banda Blondie e de Madonna – o artista e a cantora namoraram –, já que música e as culturas pop e negra tiveram um profundo impacto na sua obra (o Spotify fez uma seleção especial de música que influenciaram Basquiat). 

 Com filmes raros, fotografia e material de arquivo, o show capta o espírito desse artista autodidata, poeta, DJ e músico cuja influência, desde sua morte aos 27 em 1988, tem sido enorme. Atividades paralelas à exposição também movimentam o Barbican, como a leitura de poemas e trechos da biografia de Basquiat por Ben Okri, ganhador do Booker Prize. 

Até 28/01/2018, no Barbican Centre.