Acesse nosso conteúdo

Populate the side area with widgets, images, and more. Easily add social icons linking to your social media pages and make sure that they are always just one click away.

@2016 brpress, Todos os direitos reservados.

Até quando, Ronaldo?

(São Paulo, brpress) – Atacante demonstra que, em determinados momentos, deixa longe a disposição e força de vontade. Mais: a má fama do São Paulo, Zico, Robinho e jogos no Carnaval. Por Márcio Bernardes.

Márcio Bernardes*/Especial para brpress

(São Paulo, brpress) – O atacante Ronaldo sentiu uma contusão no jogo contra o Mirassol, que deverá tirá-lo do clássico com o Palmeiras. Até aí, tudo bem. Faz parte. Principalmente no início da temporada. O atleta, quanto mais velho sente a forte preparação que serve de base para o resto do ano.

O que se começou a discutir é o ânimo de Ronaldo. Ele já demonstrou, no final do ano e no início de 2010, que, em determinados momentos, deixa longe a disposição e força de vontade. Quarta-feira (27/01), no Pacaembu, questionava-se o quanto o jogador estaria disposto a encarar o exigente ano do Centenário. Claro que os milionários rendimentos motivam um arquimilionário.

   Outra coisa que poderia estar motivando Ronaldo seria a sua convocação para a Copa da África, coisa que sabemos, está cada vez mais difícil. E por isso cabe a pergunta: e se ele não for relacionado por Dunga?

   Há quem aposte que ele pára no começo do segundo semestre.

 
Lei de Gerson

   O São Paulo tem uma fama que denigre a sua história gloriosa. Os portugueses reclamam que o terreno do Canindé poderia ser tirado da Lusa na mão grande. Andréz Sanches acusa o Tricolor de surrupiar garotos das categorias de base dos outros clubes.

   A notícia confirmada de que um representante são-paulino foi à Inglaterra tentar contratar Robinho pegou muito mal. Porque todos sabiam que o Santos iniciou o negócio. E o interesse do jogador é voltar as suas origens.

   A ambição é a arma dos desajustados.

 
Carnaval

   Milagrosamente, a tabela do Paulistão marca jogos apenas no sábado de Carnaval. Diferente dos últimos anos, nenhuma partida foi determinada para o domingo da folia. Lembro-me que, no ano passado, aconteceram jogos à tarde e à noite desse dia. É mole?

   Não bastassem as lambanças que normalmente são feitas por nossos cartolas, eles confundem os dois eventos mais populares do país. E o Carnaval acontece apenas em um final de semana que poderia dar descanso ao futebol.

 
Fim de linha

 
   Depois de ter demonstrado que ajudará e trabalhará pelo Flamengo, a impressão da coluna publicada recentemente sobre Zico deverá se confirmar. Ele deve mesmo abandonar a carreira de treinador.

(*) Márcio Bernardes é âncora da Rede Transamérica de Rádio, professor universitário e colunista da brpress. Fale com ele pelo e-mail [email protected] ou pelo Blog do Leitor.

Márcio Bernardes

Comentarista veterano de esportes, com diversas Copas e Olimpíadas no currículo, Márcio Bernardes é âncora da Rede Transamérica de Rádio e sua coluna foi licenciada pela brpress ao Yahoo Brasil.

Comentários

Publicar Comentário