Acesse nosso conteúdo

Populate the side area with widgets, images, and more. Easily add social icons linking to your social media pages and make sure that they are always just one click away.

@2016 brpress, Todos os direitos reservados.

Hillel Neuer: extensa e brilhante ficha de serviços prestados aos direitos humanos. Twitter

‘Gang de incendiários transformada em corpo de bombeiros’

É como o diretor-executivo da UN Watch, Hillel Neuer, define o Conselho de Direitos Humanos da ONU; no entanto, ele critica sanções do órgão a Israel por maus tratos a palestinos

(brpress) – A eleição dos novos membros do Conselho de Direitos Humanos da ONU, em outubro de 2020, está causando discórdia entre ONGs e líderes de países. Isso porque China, Cuba e Rússia ganharam cadeiras no órgão, mesmo sendo acusados de abusos nos planos doméstico e internacional.

Um dos maiores críticos da eleição, e da Organização das Nações Unidas em geral, é Hillel Neuer, advogado e diretor-executivo da ONG UN Watch, que fiscaliza ações da ONU e de países membros. Depois do anúncio dos novos membros, Neuer declarou: “Eleger essas ditaduras como juízes de direitos humanos da ONU é como transformar uma gangue de incendiários no corpo de bombeiros”. 

Israel

O foco do trabalho de Hillel Neuer é nas vítimas de violações de direitos humanos. Porém, ele também advoga por Israel na ONU e frequentemente se coloca contra a Palestina em questões envolvendo o conflito israelo-palestino. 

No início de novembro de 2020, a Assembleia Geral das Nações Unidas aprovou seis resoluções condenando Israel por alegações de “maus tratos aos palestinos” e “contribuição para o desastre humanitário na Faixa de Gaza”.

‘Surreal’

Hillel Neuer, que é judeu canadense e começou a carreira como advogado em instituições pró-Israel, incluindo a Suprema Corte de Israel, vociferou: “O ataque da ONU a Israel com uma torrente de resoluções unilaterais é surreal”. 

Com uma extensa e brilhante ficha de serviços prestados aos direitos humanos, como defensor de vítimas em Darfur, no Sudão, e sendo reconhecido por ativistas russos, chineses e cubanos, Neuer é muito criticado por não reconhecer violações de direitos do povo palestino por Israel, especialmente por intelectuais judeus de esquerda, como sua conterrânea e escritora Naomi Klein.

Trump

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, perde um aliado estratégico em Donald Trump, mas estende a mão para o presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, que despertou certa esperança entre os palestinos, após anos de hostilidade fomentada pelo bilionário republicano.

(colaborou Maria Carolina Soares, especial para brpress/Agora Eu Quero Gritar)

Foto – Hillel Neuer: extensa e controversa ficha de serviços prestados aos direitos humanos. Reprodução Twitter

#brpressconteudo #direitoshumanos #ONU #HillelNeuer