Acesse nosso conteúdo

Populate the side area with widgets, images, and more. Easily add social icons linking to your social media pages and make sure that they are always just one click away.

@2016 brpress, Todos os direitos reservados.

Jjapaguri: prato coreano do filme ParasitaJjapaguri: prato coreano do filme Parasita

Jjapaguri melhor que o de Parasita?

(São Paulo, brpress Office) - É no NUNA Bar, coreano descolado que vai servir a iguaria – e não aquilo com cara de miojo que a governanta prepara às pressas no filme.

(São Paulo, brpress Office) – Foi ao cinema e saiu com fome? Caso o filme tenha sido Parasita, o coreano que ganhou o Oscar 2020 nas três principais categorias – Melhor Filme, Diretor e Roteiro Original –, além de Melhor Filme Internacional (novo nome pata Melhor Filme Estrangeiro), já sabemos o que você quer comer: o tal do Jjapaguri – prato típico do país de origem do filme com cara de miojo. Só cara. E isso você vai descobrir no NUNA Bar, que servirá a iguaria nas noites de sextas e sábados, até o final de março. 

Comer… e beber

Ao contrário da governanta impostora de Parasita (oooppss! spoiler!), a chef do NUNA é alguém que tem conhecimento de causa. Além de sul-coreana e superfã do filme (ao qual assistiu três vezes), Mijung Kim, de 32 anos (os quatro últimos vivendo no Brasil), também é craque nos drinks. Afinal, ela veio parar em São Paulo, direto de Londres,  como embaixadora do uísque Chivas Regal.  

O NUNA serve coquetéis preparados com ingredientes coreanos, como o Korean SPA (vodka infusionada com dashima, um tipo de alga marinha, soju, um destilado coreano de arroz e batata doce, pepino e limão), ou um Seul Sour, com vinho de amora. “São ideais para um brinde pelo sucesso de Parasita!”, vibra a coreana. 

Comida caseira

Além de ser tão internacional quanto esse papa-Oscar (estudou Engenharia de Alimentos nos EUA e na Holanda), Mijung é tão generosa quanto Bong Joon Ho, que só faltou cortar sua estatueta de Melhor Diretor em cinco – um naco para cada indicado. Já que o NUNA tem somente 20 lugares e por Parasita estar deixando o mundo inteiro com água na boca (e uma certa ressaca, como o diretor do filme), ela resolveu ensinar a receita caseira do Jjapaguri em seu canal do YouTube. 

“Comecei o canal no início do ano com o mesmo objetivo do NUNA: oferecer uma experiência única comendo e aprendendo sobre a cultura coreana”, diz a moça. “Tem somente quatro vídeos ainda, mas quero produzir conteúdos sobre a Coréia pros brasileiros”, anuncia. Nessa linha, Mijung Kim revela coisas que Parasita escancara, mas que só quem vive no país entende. Leia aqui.  

Mijung Kim mostra como preparar o Jjapaguri:

NUNA Bar

 Rua Cardeal Arcoverde, 1779, 05407-002, Pinheiros, São Paulo; 11) 952980567 

Reservas somente antes das 20h.

De terça a sexta, das 12h às 14h30; quinta a sábado, das 18h à meia-noite.

Preço do Jjapaguri (na versão popular – sem carne – acompanhado por porção de kimch) para uma pessoa: R$ 34 (+R$ 3 com ovo).