Acesse nosso conteúdo

Populate the side area with widgets, images, and more. Easily add social icons linking to your social media pages and make sure that they are always just one click away.

@2016 brpress, Todos os direitos reservados.

Kate Winslet a la Tarantino

(Londres/São Paulo, brpress) - Requisitada por Tarantino e contracenando com Michael Fassbender em Steve Jobs, atriz inglesa solta o verbo em entrevista e se veste de homem.

(Londres/São Paulo, brpress) – “Se eu precisasse escolher uma atriz, seria ela”, declarou-se Quentin Tarantino sobre Kate Winslet, em visita a São Paulo esta semana. Um pena que encontramos atriz um pouco antes dessa declaração de amor do diretor: em outubro, no London Film Festival. Certamente, seria engraçado saber o que ela achou. Principalmente, se a resposta provocasse uma chuva de f*cks – assim como os que ela falou, com a maior naturalidade, no Festival de Cinema de Londres.

Foi durante a entrevista coletiva de Steve Jobs, pelo qual Kate já ganhou o Globo de Ouro, o London Critics Circle Film Awards e o BAFTA, e segue indicada ao Oscar – todos como Melhor Atriz Coadjuvante, interpretando Joanna Hoffman, executiva de marketing da Apple e babá de Jobs, vivido por Michael Fassbender (também indicado ao Oscar 2016 de Melhor Ator).

    Esse seu lado “boca suja” nada tem a ver com a imagem de femme fatale na capa da revista Vogue L’Uomo de novembro. E menos ainda com o recheio da revista italiana: um ensaio da atriz vestida com roupas masculinas. As fotos – em preto e branco – são de Peter Lindberg e seu tom sério e sóbrio contrastam com a Kate descontraída, divertida e desbocada que conhecemos no 59o. BFI London Film Festival, onde ela conversou com jornalistas na coletiva de imprensa do filme Steve Jobs e com a brpress no tapete vermelho.

‘How the f***!!!!!!’

    Animada e dona da cena (‘eu tô à vontade, eu tô em casa!”, disse), Kate falou um monte sobre o verborrágico texto da biografia do criador da Apple, vivido por Michael Fassbender. “Quando li o script de Steve Jobs pensei: ‘É. Tem bastante diálogo’. Daí continuei lendo e pensei: ‘Nossa, realmente tem muito texto!’. Cheguei na metade e explodi: ‘How the f***!!!!!! esse roteiro será impossível de decorar. Se alguém disser uma palavra errada, vai f**** com todo mundo no set!!.”

    A coletiva veio abaixo (veja um vídeo no nosso Instagram). Michael Fassbender, que estava ao lado da atriz, abriu aquele sorriso (um dos seus mais belos atributos) e rachou de rir. Depois, também confessou: ”O script do filme acabou com as minhas férias”.

    Depois tentou ajeitar: “Mas me senti um ator muito especial ao ser escolhido para interpretar um personagem tão complexo e vi como uma oportunidade única  incorporá-lo quase que exclusivamente por meio do texto. Eu adorei a verborragia!”.

A direção de Steve Jobs é de Danny Boyle e o roteiro de Aaron Sorkin – que também levou um Globo de Ouro 2016.

Veja no Instagram da brpress vídeo com Kate Winslet falando sobre Steve Jobs na coletiva de imprensa do 59o. BFI London Film Festival – e uma versão extendida no nosso Facebook.

Assista ao trailer de Steve Jobs (em inglês):