Acesse nosso conteúdo

Populate the side area with widgets, images, and more. Easily add social icons linking to your social media pages and make sure that they are always just one click away.

@2016 brpress, Todos os direitos reservados.

Maitê Proença : "Meu voto é anti-Bolsonaro".Maitê Proença : “Meu voto é anti-Bolsonaro”.

Maitê Proença vira-voto com Lula Lá

“Ela nos dá esperança de que dá pra virar o voto daquela tia que recebe pensão militar!”, escreveu um internauta.

(brpress) –  A participação de Maitê Proença no vídeo de campanha de Luiz Inácio Lula da Silva com artistas, no melhor estilo final-de-ano-’hoje é um novo dia, de um novo tempo, que começou”, da Globo, está dando o que falar – ainda mais que seu namoro com Adriana Calcanhoto, que terminou. Porém, a “virada de voto” da atriz é atribuída à influência da cantora. 

Ex-bolsonarista, Maitê assumiu seu voto em Lula antes do primeiro turno. “Para os que não se decidiram, pela não violência, pelo meio-ambiente, pela diminuição do fosso social, pelos desfavorecidos, pelos discriminados, por um Estado livre e democrático, voto em Lula”, diz Maitê. 

No Twitter, o assunto está nas top trends: “Maitê Proença cantando Lula Lá nos da esperança de que dá pra virar o voto daquela tia que recebe pensão militar!”, escreveu um internauta. 

“Digo que meu voto é anti-Bolsonaro. Pelo acordo com Marina Silva, pela união democrática e na esperança de que, depois de desconsideradas as agressões de campanha, se aproveite tantas boas ideias do programa de Ciro Gomes [num eventual governo petista]“, declarou Maitê.

Violência doméstica

Apesar de uma conhecida tragédia pessoal na sua vida (a mãe foi assassinada pelo pai) – tema da peça As Meninas, escrita por ela –, Maitê Proença não se posicionou sobre violência doméstica durante a campanha nem sobre a misoginia e o desrespeito às mulheres comuns no discurso de Jair Bolsonaro. 

Em 2018, a atriz elogiou a campanha eleitoral de Bolsonaro e comemorou a vitória dele ao considerá-lo “autêntico”. Proença chegou até mesmo a ser cogitada como ministra do meio-ambiente quando ele foi eleito. No início do governo, ela defendeu o cargo de secretária especial da Cultura ocupado por Regina Duarte, pedindo para que a classe artística a respeitasse. Depois, ela mesma passou a criticar Regina. 

Assista ao vídeo da campanha Sem Medo de Ser Feliz:

#brpressconteudo #conteudoqueconecta #maiteproença #política #lula #elições2022