Acesse nosso conteúdo

Populate the side area with widgets, images, and more. Easily add social icons linking to your social media pages and make sure that they are always just one click away.

@2016 brpress, Todos os direitos reservados.

Fundado em Londres por Carry SomerFundado em Londres por Carry Somer

Fashion Revolution Day Brasil

(São Paulo, brpress) - Criado a partir do colapso da Rana Plaza, confecção em Bangladesh que desabou há um ano deixando 1.133 mortos e 2.500 feridos, evento discute impacto social da moda.

(São Paulo, brpress) – Pena que esse evento não aconteceu durante a São Paulo Fashion Week. Mas vá la: o Fashion Revolution Day, movimento global que pretende discutir os impactos ecológicos e sociais da moda em todas as suas fases, desde o processo de produção até o consumo, tem uma edição em São Paulo nesta sexta (24/04).

Criado a partir do colapso da Rana Plaza, confecção de roupas em Bangladesh, que desabou no dia 24 de abril de 2013 deixando 1.133 mortos e 2.500 feridos, o Fashion Revolution Day é um movimento internacional que, neste ano, vai promover eventos e ações em 68 países sob o tema “Quem fez minhas roupas?”.

Com valores amplos e holísticos, fundado em Londres por Carry Somer, pioneira em moda Fair-Trade, a equipe é formada por líderes globais da indústria de moda sustentável, imprensa, ativistas e acadêmicos.

Do avesso

No Brasil serão realizadas ações em doze cidades de diversos estados. Em São Paulo, o evento conta com palestra e mesa redonda. Além disso, o movimento propõe que todos perguntem: “Quem fez minhas roupas?” com o gesto de vestir sua roupa do avesso.

“A ideia é mostrar ao mundo que uma mudança de cenário é possível, através da divulgação de pessoas e marcas envolvidas na criação de um futuro mais sustentável e no incentivo a práticas de negócios e cadeias de abastecimento mais transparentes”, explica Fernanda Simon, representante do Fashion Revolution Day no Brasil. “É preciso criar uma conexão mundial entre marcas, trabalhadores, ativistas e consumidores. Trabalhar em direção à mudança da indústria, a longo prazo”, afirma.

Confira a programação:

Palestra
19h15 às 20h
Apresentação do movimento e suas ações globais, bem como as integrantes da equipe do Brasil e suas ações:
Fernanda Simon, coordenadora ativista e consultora de moda e sustentabilidade
Cibele Barros, socióloga, idealizadora do projeto Tecido Social.
Mariana Pellicciari, publicitaria, criadora do Roupa Livre.
Eloisa Artuso, educadora e estilista.

Mesa Redonda
20h às 21h30
Discutindo os impactos socioambientais da indústria da moda e as possíveis alternativas e soluções
Convidados:
Ana Coelho- Professora universitária FGV- confirmada
Chiara Gadaleta- Consultora criadora do EcoEra – confirmada
Leka Oliveira – Tingimentos naturais – a confirmar
Flávia Aranha- Estilista sustentável- confirmada

Revolutionary Lounge
21h30 às 23h
Espaço de interação com musica ambiente e um pequeno buffet vendendo alguns salgados e bebidas.


Fashion Revolution Day Brasil @ Matilha Cultural
“Quem fez minhas roupas?
Data: 24 de abril de 2015
Horário: 19h15 às 20h – Palestra              
                20h às 21h30 – Mesa Redonda
                21h30 às 23h – Revolutionary Lounge


MATILHA CULTURAL

Rua Rego Freitas, 542 – São Paulo
Tel.: (11) 3256-2636
Entrada livre e gratuita, inclusive para cães
www.matilhacultural.com.br