Acesse nosso conteúdo

Populate the side area with widgets, images, and more. Easily add social icons linking to your social media pages and make sure that they are always just one click away.

@2016 brpress, Todos os direitos reservados.

Kate RobertsonKate Robertson

Davos, versão jovem

(Londres, brpress) - Primeira edição do One Young World é o maior encontro mundial de gente com menos de 25 anos para discutir problemas mais desafiadores da atualidade.

(Londres, brpress) – One Young World é a primeira conferência global de jovens líderes, que combina o poder social da internet com a energia e idéias da juventude global para identificar/solucionar os maiores desafios da atualidade. A primeira conferência ocorreu nesta segunda-feira (08/02), na capital londrina. O evento, que termina nesta quarta (10/02), é o encontro mais geograficamente diverso, reunindo lideranças globais com menos de 25 anos já realizado – aproximadamente 700 delegados de 107 países.

    Criado por David Jones, diretor global da agência de notícias francesa Havas, e Kate Robertson, presidente da Euro RSCG  – empresa à qual o One Young World é ligado –, o evento pode ser acompanhado ao vivo, pela internet, via transmissão streaming – e em atualizações em tempo real no Facebook, Twitter e no site www.oneyoungworld.com .

    Empresas x liberdade

    O processo de seleção dos delegados foi feito pela internet com taxa de € 3 mil (cerca de R$ 7.5 mil). Empresas como a American Express, Allianz, Starbucks, Hewlett Packard, Samsung, entre outras, participam patrocinando aqueles que não podem pagar para estar no evento.

    Para o criador do One Young World, David Jones, o envolvimento das empresas não torna a conferência passível de manipulação ou controle dos temas seguindo interesses de patrocinadores, pois os assuntos a serem debatidos não possuem agenda ou pautas fixas.         

    Emergentes

    As maiores nações emergentes do mundo lideram o grupo de representantes, a China terá 35 delegados, Índia, 32, e o Brasil, 27. O país anfitrião, Reino Unido, soma 16 delegados e os Estados Unidos, 22. O encontro também reúne jovens de diversos países menores, como Bangladesh (11), Etiópia (6), Guiana (2),  Nepal (4) e Vietnã (4). 

    As sessões plenárias serão comandas por personalidades ilustres, como ex-Secretário Geral das Nações Unidas, Kofi Annan, o Arquebispo Desmond Tutu, Sir Bob Geldof e Dr. Muhammad Yunus, e abordarão temas como mudanças climáticas, saúde global e diálogos inter-religiosos.
 
(Tradução de Gabriel Bonis/Especial para brpress)