Acesse nosso conteúdo

Populate the side area with widgets, images, and more. Easily add social icons linking to your social media pages and make sure that they are always just one click away.

@2016 brpress, Todos os direitos reservados.

Igor Prado está vivendo um sonho com o sucesso nos EUA. Foto: Divulgação/Pedro AugustoIgor Prado está vivendo um sonho com o sucesso nos EUA. Foto: Divulgação/Pedro Augusto

Igor Prado Band: sweet home São Paulo

(São Paulo, brpress) - Conversamos com o guitarrista Igor Prado, que dá nome primeira banda de blues sul-americana indicada ao Grammy do Blues, nos EUA, para onde embarca não sem antes tocar no Brasil. Por Juliana Resende.

(São Paulo, brpress) – Esqueça as mulatas, jogadores de futebol, atrizes brasileiras reinando em Bollywood. O Brasil agora exporta bluesmen. O guitarrista Igor Prado é o primeiro sul-americano indicado ao Blues Music Awards, uma espécie de Grammy desse gênero musical, que aconteceu em 05/05, em Memphis, Tennessee. O disco Way Down South, trabalho com o qual a Igor Prado Band disputou o troféu, chegou ao mercado brasileiro dia 15/04.

A Igor Prado Band disputou o troféu na categoria “best new artist album” por Way Down South, já lançado nos EUA, Europa e Ásia, pelo selo americano Delta Groove. O repertório traz 13 releituras de faixas de blues e rhythm and blues que influenciaram Igor, assinadas Muddy Waters, Ike Turner, Elmore James e Lowell Fulson. “Em julho, voltamos para os EUA para tocar no Waterfront Blues Festival, o maior do país”, adianta Igor, que ainda toca em Belo Horizonte, Botucatu (SP) e São Paulo antes de embarcar.

Ainda deu tempo de Igor Prado dar uma longa entrevista à brpress. “Creio que o lance do álbum ter sido o mais tocado tem muito a ver com a curiosidade das pessoas sobre uma banda brasileira tocando blues de raiz junto com vários artistas superconsagrados americanos. Também tem outra coisa que a crítica internacional menciona bastante: a espontaneidade do álbum”, diz o guitarrista.

A seguir, mais uma degustação da entrevista

Como começou a fazer sucesso nos EUA? Dá para a gente dizer que você e sua banda são o “Sepultura do blues”?
IP – Ah, eu acho que esse processo já começou faz um tempo. Desde 2007 está saindo uma coisa aqui e ali na crítica americana. Em 2011, a gente lançou um álbum com o saudoso Lynwood Slim (bluesman bem consagrado na Califórnia), que teve uma aceitação surpreendente. E já são 15 anos que a banda existe, sendo pelos menos uns 8 anos de intenso trabalho nos EUA e Europa, tocando e produzindo diversos projetos. “Sepultura do blues”? GOSTEI!, hehehe, adoro esses caras, são megaexemplo pra mim e o Andreas é do ABC [região da Grande São Paulo, englobando os municípios de Santo André, São Bernardo do Campo e São Caetano do Sul], né!? Como eu e o Yuri Prado, meu irmão, que é o  baterista da banda!

(Juliana Resende/brpress)

CONTEÚDO DISPONÍVEL PARA LICENCIAMENTO A JORNAIS E PORTAIS. ACESSO NA INTEGRA AQUI, EXCLUSIVAMENTE PARA CLIENTES REGISTRADOS. Mais informações sobre licenciamento de conteúdo pelo email [email protected] .

Assista à Igor Prado Band tocando com Willie Walker:

https://www.youtube.com/watch?v=Yi4DVq6uk_o

Siga Igor Prado no Facebook, no Instagram [@igorpradoband] e Twitter [@igorpradoband]

Shows Igor Prado Band no Brasil em maio de 2016:

21/05 – Igor Prado Band & Willie Walker – Bolshoi Pub – Goiania – GO
22/05 – Igor Prado Band & Willie Walker – Bourbon Festival Paraty – Paraty – RJ
26/05 – Igor Prado Band & Willie Walker – Autentica – Belo Horizonte – BH
28/05 – Igor Prado Band & Willie Walker – Villa Blues – Botucatu – SP
30/05 – Pocket Show  do álbum “Way Down South” na Fnac Paulista – São Paulo – SP

Juliana Resende

Jornalista, sócia e CCO da brpress, Juliana Resende assina conteúdos para veículos no Brasil e exterior, e atua como produtora. É autora do livro-reportagem Operação Rio – Relatos de Uma Guerra Brasileira e coprodutora do documentário Agora Eu Quero Gritar.