Acesse nosso conteúdo

Populate the side area with widgets, images, and more. Easily add social icons linking to your social media pages and make sure that they are always just one click away.

@2016 brpress, Todos os direitos reservados.

Black Sabbath: reunião ao vivo deixa fãs em polvorosa. DivulgaçãoBlack Sabbath: reunião ao vivo deixa fãs em polvorosa. Divulgação

Ingresso para Black Sabbath chega a £2.5 mil

(Londres, brpress) - Show com formação original da banda em 19/05 teria esgotado em nove minutos e manager pede intervenção do governo no cambismo. Por Stella Bruk.

(Londres, brpress) – O Black Sabbath, que fará shows com a formação original da banda, com Ozzy Osbourne, no Reino Unido, anunciou em suas redes sociais um show extra em Birmingham, sua cidade natal. Mas os ingressos foram esgotados em nove minutos e chegam a custar até £ 2.5 mil libras no ‘mercado negro’ – leia-se na “mão” de cyber cambistas.

    Para os fãs que ainda não tinham cadastro, podiam fazê-lo no site da banda e aguardar a senha (“Sabacadabra”) que daria acesso a um link exclusivo para a Ticketmaster, para compra de ingressos. A demora para o envio da senha foi grande: apenas três horas antes de o site estar disponível, talvez na tentativa de burlar os hackers e dar acesso aos verdadeiros fãs.

    Um outro site da rede de clubes O2 (o show é na O2 Arena de Birmingham, com capacidade para 3 mil pessoas), que sempre vende ingressos antecipados, nem chegou a anunciar qualquer venda, levando a crer que a venda seria feita somente pela Ticketmaster. O site estaria disponível a partir das 9h da última quinta-feira (03/05).
Bastava preencher com a senha enviada, a quantidade (máximo de 4 ingressos por pessoa) e se queria balcão ou pista, o preço era o mesmo, com taxas e tudo mais o valor era de £50 (pouco mais de R$ 150,00).

Soldout sem travar

    No dia seguinte, às 9h da manhã, o site nem chegava a travar mas ninguém conseguia comprar. Impossibilitados de adquirir ingressos, os fãs ficaram revoltados. Reclamações na página da banda na rede social começavam a indicar que os tais “hackers” haviam vencido a disputa.

    Apenas quem pôde ir diretamente na bilheteria, onde se podia comprar apenas dois ingressos por pessoa, e quem acessou o site da O2, que de última hora colocou alguns ingressos disponíveis, é que conseguiu comprar. O restante dos fãs tiveram de esperar mais um dia para a venda geral, que aconteceu na sexta-feira  (04/05).

eBay

    Houve boatos de que os ingressos foram vendidos em apenas nove minutos, e, no décimo minuto, já haviam alguns ingressos à venda em sites como o eBay por £275 (cerca de R$ 870).

    O cenário não foi diferente no dia seguinte na venda dos ingressos para o público em geral, a taxa cobrada foi um pouco mais alta que para a venda para os fãs, finalizando o preço em £ 53.

Ressuscitado

    Mais uma vez os hackers venceram, deixando os fãs revoltados pela falta de oportunidade  – o que tem acontecido com certa frequência para a venda de ingressos de bandas que ficam fora do cenário musical por um tempo. Em 1979, Ozzy deixou o Black Sabbath, e desde o Live Aid, em 1985,  não se via um show da banda com sua formação original, datada de 1968.

    Um outro site de revenda de ingressos, um cidadão está oferecendo um ingresso por £2000 que somando as taxas o valor do ingresso vai a £2393. Há quem faça piada com os preços exorbitantes, que só
se justificariam se Ronnie James Dio (1942-2010), vocalista do Black Sabbath substituindo Ozzy de 1979 a 1982, ressuscitasse. 

Pito

    Até mesmo o promotor da banda Andy Copping, se pronunciou, pedindo que o governo comece a intervir na revenda de ingressos: “Pessoalmente acho que é nojento e antiético, mas até que o governo faça algo e faça alguma legislação para proibir essa prática, nós estamos impotentes”.

    Ele completa: “O que faz as coisas piores é que o show fará uma contribuição financeira significativa para caridade – talvez as pessoas que estão buscando uma renda extra com seus ingressos deveriam doar o dinheiro adicional que eles estão ganhando para a caridade, então pelo menos o dinheiro iria para uma boa causa.”

(Stella Bruk, de Londres/Especial para brpress)

    Veja aqui ingressos à venda por preços abusivos.

Comentários

Publicar Comentário