Acesse nosso conteúdo

Populate the side area with widgets, images, and more. Easily add social icons linking to your social media pages and make sure that they are always just one click away.

@2016 brpress, Todos os direitos reservados.

Marty Sammon faz show solo pela primeira vez no Brasil. Foto: DivulgaçãoMarty Sammon faz show solo pela primeira vez no Brasil. Foto: Divulgação

Marty Sammon: Chicago’s keyboard madman

(São Paulo, brpress Office) - Tecladista de Buddy Guy e referência do Blues de Chicago faz show único no Bourbon Street, dia 02 de março.

(São Paulo, brpress Office) – Mais conhecido como o endiabrado pianista que acompanha a lenda do blues Buddy Guy, integrando a Damn Right Blues Band, Marty Sammon traz seu show solo pela primeira vez ao Brasil, dia 02 de março, no Bourbon Street Music Club. O tecladista de 39 anos será acompanhado pela Sergio Duarte Blues Band, liderada por um dos pioneiros da gaita no blues made in Brasil.

    Nascido no sul de Chicago, Marty Sammon incorpora na música e no lifestyle o chamado blues de Chicago, gênero no qual é uma referência. Tanto que, em 2015, a editora musical Hal Leonard publicou o Método para Teclados de Blues criado por Marty Sammon e cujo prefácio foi assinado por Chuck Leavell, tecladista fundador dos Allman Brothers e músico de apoio cativo dos Rolling Stones.

    Descendente de irlandeses, Marty Sammon começou a tocar piano ainda na primeira infância, encorajado pelos pais que incentivavam a paixão do garoto pela música tradicional da Irlanda. Aos 15 anos, já fera no instrumento, Marty começou a integrar precocemente a cena bluesy de Chicago. Ele se apresentava em clubes, geralmente acompanhado pelo pai por ser menor de idade.

Com Buddy Guy

    Não tardou para o jovem e talentoso tecladista ser chamado para tocar com artistas de renome do blues, como Phil Guy, irmão mais novo de Buddy Guy e também guitarrista do lendário bluesman. Com Phil, Sammon absorveu todas as manhas do blues mais eletrificado e pesado. Mas o ponto de virada em sua carreira foi quando, depois de cinco anos acompanhando Otis Rush, Sammon recebeu um telefonema de Phil Guy, dizendo que Marty finalmente estava dentro. “Eu mal pude acreditar!”, lembra o tecladista. “Iríamos sair em turnê com Buddy em uma semana!”, recorda, emocionado.

    Mais de uma década se passou e Marty Sammon continua tocando com Buddy Guy, seja ao vivo, seja em estúdio – participando de discos fundamentais do Chicago Blues, como Living Proof (2010), 26o. trabalho e o mais bem sucedido em 50 anos de carreira do mestre, tendo ganhado o Grammy de Melhor Álbum Contemporâneo de Blues em 2011. Em 2013, Sammon tocou no show de Eric Clapton, no Crossroads Festival, gravado ao vivo em DVD no Madison Square Garden, em Nova York.

    Apesar de encontrar tempo para tocar e excursionar com sua própria banda, a Marty Sammon Band, é com Buddy Guy que o tecladista coleciona eventos históricos, como o show que fizeram na Casa Branca, em outubro de 2015, numa noite dedicada às artes chamada “A Celebration of American Creativity” [veja o vídeo aqui – o cara de chapéu abraçando Barack Obama, é Marty! ]. Além de, claro, Buddy Guy, dentre as influências de Marty Sammon – que também canta, compõe e toca guitarra – estão nomes seminais do blues como os pianistas Pinetop Perkins, Fats Waller, Ray Charles e Stevie Wonder.

(Texto: brpress Office – Professional Press Release by brpress)

Assista ao pianista de Buddy Guy, Marty Sammon, mostrae o que ele ensina em seu recém-lançado Método para Teclados de Blues (Blues Keyboard Method):