Acesse nosso conteúdo

Populate the side area with widgets, images, and more. Easily add social icons linking to your social media pages and make sure that they are always just one click away.

@2016 brpress, Todos os direitos reservados.

Mark Radcliffe  Paul S Langley formam o duo UNE e homenageiam Bowie. Foto: DivulgaçãoMark Radcliffe Paul S Langley formam o duo UNE e homenageiam Bowie. Foto: Divulgação

Single Kwest junta amigos de Bowie e homenageia Ziggy Stardust

Londres, brpress) - 48º aniversário do lançamento do álbum e a londrina Heddon Street, em que Bowie posa para a icônica capa, são inspiração para Mark Radcliffe. Por Juliana Resende.

(Londres, brpress) – Fãs de Bowie essa é para vocês – direto da fonte exclusiva da brpress em Londres: o single Kwest, homenagem a David Bowie pelo 48º aniversário do lançamento do álbum Ziggy Stardust and The Spiders from Mars, em 16 de junho de 1972. A música é sobre a charmosa rua londrina Heddon Street, em que Bowie posa para a icônica capa do álbum.

 A consultora criativa Susie Howard – a mesma articuladora do projeto fotográfico Ricochet: David Bowie 1983 – conta que o projeto colaborativo foi feito em confinamento, durante a quarentena. A banda eletrônica UNE, formada pelo do veterano DJ da rádio BBC e jornalista musical Mark Radcliffe e Paul S Langley, assina Kwest. A faixa está disponível gratuitamente no YouTube, Deezer e Spotify.

Velhos amigos

 Gary Kemp, do Spandau Ballet, contribuiu com um solo de guitarra a la Mick Ronson, que tocou com Bowie em Ziggy Stardust. Um dos velhos amigos e parceiros de David Bowie, George Underwood – designer da capas de discos clássicos, entre eles Ziggy Stardust e Hunky Dory –, cedeu algumas obras de arte para o projeto.

“Passava horas olhando a capa de Ziggy Stardust e sonhando sobre como um simples estudante secundário poderia ter um futuro menos ordinário”, lembra Mark Radcliffe. Ele diz que Kwest surgiu de sua “própria busca de encontrar o local onde David Bowie estava, embaixo da placa K. West, na Heddon Street posando para a capa de Ziggy Stardust, meu álbum favorito de todos os tempos”. O local ficou eternizado por uma placa, no número 23 da  Heddon Street, instalada graças aos esforços de Susie Howard e que se tornou spot disputado por turistas para fotos.

 “Quando contei à Susie sobre a música Kwest, ela me colocou em contato com Gary Kemp, e ele gentilmente forneceu o brilhante solo da guitarra”, continua Radcliffe. A faixa também tem participação de Sam Lyon e Lorna Skingley,  “a quem agradeço pelos vocais maravilhosos”, além de Clare ‘Fluff’ Smith, responsável pelos pelos efeitos ‘Viscontinos’ [referência ao produtor musical Tony Visconti, que trabalhou muito com Bowie]”, completa. 

 A textuta sonora eletrônica de Kwest é um amostra do segundo álbum do UNE, Deux, que será lançado em 2021. Quem sabe, até lá Howard e Radcliffe encontrem mais inspirações para reverenciar seu muso, o Camaleão [como Bowie é chamado no jornalismo musical]. “Como aquele colegial com cara de soro de leite, nunca pensei por um momento que um dia encontraria David – o que fiz várias vezes – e, embora agora esteja me adaptando a um mundo sem ele, aprecio reverenciá-lo. Durma bem, DB”, finaliza Radcliffe. 

 (Juliana Resende/brpress)

Juliana Resende

Jornalista, sócia e CCO da brpress, Juliana Resende assina conteúdos para veículos no Brasil e exterior, e atua como produtora. É autora do livro-reportagem Operação Rio – Relatos de Uma Guerra Brasileira e coprodutora do documentário Agora Eu Quero Gritar.