Acesse nosso conteúdo

Populate the side area with widgets, images, and more. Easily add social icons linking to your social media pages and make sure that they are always just one click away.

@2016 brpress, Todos os direitos reservados.

Lixo vira combustível em Oslo

(Oslo, brpress) – Capital da Noruega produz biogás a partir de bioresíduos e esgotos urbanos, que é usado para abastecer ônibus urbanos e caminhões de lixo. Por Renata Almeida.
Capital da Noruega produz biogás a partir de bioresíduos e esgotos urbanos, que é usado para abastecer ônibus urbanos e caminhões de lixo
Por Renata Almeida (*)

(Oslo, brpress) – Se em Oslo, eleita a ‘capital verde’ da Europa em 2019 pela Comissão Europeia, o transporte público – rodando com energia limpa, assim como carros particulares – é prioridade, outras iniciativas sustentáveis como a reciclagem de lixo estão na vanguarda mundial em práticas sustentáveis. 

A capital da Noruega produz biogás a partir de bioresíduos e esgotos urbanos, que é usado para abastecer ônibus urbanos e caminhões de lixo. A coleta seletiva conta com a participação de todos, uma vez que o lixo precisa ser separado em casa. Oslo tem quatro estações de reciclagem, dez miniestações de reciclagem e duas estações móveis de reciclagem, além de 1022 locais de coleta local para embalagens de vidro e metal.

Em 2018, a produção anual média de resíduos per capita em Oslo era de 321 kg, enquanto a média nacional era de 430 kg. Cerca de 40% dos resíduos domésticos da capital foram reciclados, o que representa um aumento de 10% em relação a 2004. O trabalho é facilitado pela maior fábrica de triagem ótica do mundo para o lixo doméstico. Desde 2009, a empresa sueca Optibag separa sacos verdes contendo restos de comida e sacos azuis contendo plástico por meio de reconhecimento ótico.

(*) Renata Almeida jornalista e economista. Faz doutorado em Finanças pela BI Norwegian Business School, em Oslo, onde vive desde 2011.

Leia mais sobre veículos e patinetes elétricos Oslo.

Comentários