Acesse nosso conteúdo

Populate the side area with widgets, images, and more. Easily add social icons linking to your social media pages and make sure that they are always just one click away.

@2016 brpress, Todos os direitos reservados.

Armas de fogo foram utilizadaspor 72,5% das mortes violentas no país em 2020. Foto: Brett HondowArmas de fogo foram utilizadas por 72,5% das mortes violentas no país em 2020. Foto: Brett Hondow

Violência armada custou R$ 37,8 mi ao SUS em 2020

Armas de fogo foram usadas em 78% dos casos de homicídio do Brasil de 2010 a 2019, matando em média 40 mil brasileiros por ano – maioria jovens negros.

(brpress) – O quarto episódio da série A Felicidade é Uma Arma Quente (o título faz referência à música Happiness Is a Warm Gun, dos Beatles) está disponível no canal do YouTube da Pique-Bandeira Filmes, sobre o uso das armas de fogo no Brasil, responsável por 72,5% das mortes por violência armada no país em 2020. O Brasil perdeu em média mais de 40 mil pessoas por ano vítimas de arma de fogo, instrumento usado em 78% dos homicídios no país, ao longo da década 2010-2019 – a maioria jovens negros. 

É o que mostra a pesquisa Custos da Violência Armada: Estimação e Análise dos Gastos com Vítimas de Arma de Fogo Atendidas na Rede Hospitalar do SUS, realizada pelo Instituto Sou da Paz. As armas de fogo foram usadas em 78% dos casos de homicídio do Brasil ao longo da década de 2010.

Impacto na saúde pública

A violência armada também tem um impacto fulminante na saúde pública, onerando em milhões aos cofres públicos. Em 2020, foram registradas no Brasil 17,2 mil internações decorrentes de lesões provocadas por armas de fogo – cujo aumento da circulação é defendido pelo presidente Bolsonaro. As internações totalizaram um custo de R$ 37,8 milhões ao Sistema Único de Saúde (SUS), segundo pesquisa do Instituto Sou da Paz.

Ainda no ano de 2020, 57% dos pacientes internados por violência armada no SUS eram jovens entre 15 e 29 anos, 91% eram homens e 56% eram pessoas negras – porém, no grupo de óbitos provocados por arma de fogo, esse número chega a 76%.

Debate com especialistas

Neste contexto, a série A Felicidade é Uma Arma Quente,  com roteiro e direção de Hugo Reis, fomenta um debate extremamente importante. Traz quatro especialistas de diferentes áreas que discutem a temática do uso de armas de fogo no Brasil e suas trágicas e onerosas consequências. 

Um novo episódio foi publicado na última  terça-feira (11/01) e conta com a participação do psicólogo e escritor Getúlio Souza.

(Colaborou Samara Lopes, especial para brpress)

Assista ao primeiro episódio de A Felicidade É Uma Arma Quente:

brpressconteudo #armasdefogo #armas #ViolenciaArmada #racismo #saudepublica #SUS