Acesse nosso conteúdo

Populate the side area with widgets, images, and more. Easily add social icons linking to your social media pages and make sure that they are always just one click away.

@2016 brpress, Todos os direitos reservados.

Chantagem

(São Paulo, brpress) – É o que passa Ricardo Teixeira, desaprovando Morumbi para abertura da Copa de 2014. Mais: África, Santos, Portuguesa e Vettel. Por Márcio Bernardes.

Márcio Bernardes*/Especial para brpress
 
(São Paulo, brpress) – Não há outra denominação para a declaração de Ricardo Teixeira, desaprovando o Morumbi para a abertura da Copa de 2014. Pode até ser que ele não tenha tido essa intenção. Mas ficou claro que, para dizer isso, estaria com segundas intenções.

    A leitura de todos foi que Teixeira queimou o Morumbi, em represália ao São Paulo, que apóia Fábio Koff na eleição do Clube dos 13, que vai acontecer brevemente. Tudo isso em prejuízo de Cleber Leite, candidato de oposição e ligadíssimo à Teixeira.

    É lamentável que isso possa ser verdade. E se for, deve-se repudiar uma coisa dessas. O filósofo já dizia que uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa.
 
Fantasma das contusões
 
Beckham está fora da Copa da África. Kaká preocupa o departamento médico do Brasil. Rooney também machucou seriamente o pé. A previsão é que ele volte ao futebol até maio. Assim mesmo, há dúvidas sobre seu condicionamento físico e atlético.

Neste final de semana Cesc Fábregas contundiu-se seriamente no jogo do Liverpool. Transformou-se em grande dúvida para o Mundial.

É sempre assim. A bruxa prega suas peças antes de todas as Copas. Com isso, o brilho e o talento de alguns grandes jogadores ausentes do Mundial amenizam a beleza técnica que se espera em todas as Copas.
 
Rebeldia juvenil
 
   A repercussão negativa da atitude dos jogadores santistas que se recusaram a homenagear as crianças que vivem em um lar espírita de Santos deve ter amadurecido essa molecada.

Dizem que a laranja podre teria sido Roberto Brum. O volante, evangélico, teria feito a cabeça dos meninos, que se recusaram a descer do ônibus que levou a delegação até o local onde vivem as crianças. Os ovelhas negras foram Neymar, Paulo Henrique Ganso e Robinho.

   Felipe, Pará, Edu Dracena e Wesley foram os titulares que não ouviram o canto da sereia e entregaram ovos de Páscoa para as crianças.

    Não há ideologia, política ou religiosa, que impede qualquer um de fazer o bem. Os meninos santistas, diante de tanta crítica, perceberam que não conseguiram fazer um gol em nome da solidariedade.

    Em campo eles são endiabrados, sem ser diabos. Por isso resolveram voltar ao local e corrigir a besteira que fizeram.

BAMBAMBÃ

Uruguaio bom de bola

A Portuguesa dificilmente vai se classificar para as semifinais do Paulistão. Mas provou na competição que tem uma equipe competitiva, que dará trabalho na Série B do Brasileirão.
Destaque para o uruguaio Biscayzacu, que, na reta final do Paulistão, mostrou faro de artilheiro. A Lusa está forte. É só a torcida e diretoria terem paciência…
BUMBUMBUM

Vettel x Schumacher

Já estão dizendo que o alemão Sebastian Vettel, da Red Bull, é o novo Michael Schumacher. Vettel realmente é muito bom. Mas não podemos esquecer que só faz sucesso na F-1 quem tem um bom carro. E é o caso dele.
Comparações normalmente são legais no esporte, no entanto também podem ser perigosas. E Vettel terá que comer muito chão para atingir o nível de Schumacher.

(*) Márcio Bernardes é âncora da Rede Transamérica de Rádio, professor universitário e colunista da brpress. Fale com ele pelo e-mail [email protected] ou pelo Blog do Leitor.

Márcio Bernardes

Comentarista veterano de esportes, com diversas Copas e Olimpíadas no currículo, Márcio Bernardes é âncora da Rede Transamérica de Rádio e sua coluna foi licenciada pela brpress ao Yahoo Brasil.