Acesse nosso conteúdo

Populate the side area with widgets, images, and more. Easily add social icons linking to your social media pages and make sure that they are always just one click away.

@2016 brpress, Todos os direitos reservados.

O chicken tikka masala – frango típico indiano – superou o fish & chips como prato favorito do Reino Unido.O chicken tikka masala – frango típico indiano – superou o fish & chips como prato favorito do Reino Unido.

Londres num prato

Foi-se o tempo em que a capital britânica era sinônimo de fish&chips – que hoje perde para o chicken tikka masala em preferência nacional.

(Londres, brpress) – Londres não é mais a mesma em termos gastronômicos. Foi-se o tempo em que a capital britânica era sinônimo de fish & chips – o prato nacional do Reino Unido, peixe com batatas fritas, enrolados no jornal – e da pior comida do mundo (isso para não entrar em detalhes e falar da mal afamada e também tradicional kidney pie, a tal da torta de rim, etc).

    Hoje, a cidade se vangloria de ser uma das metrópoles gastronômicas mais fartas do mundo, com mais restaurantes estrelados no renomado guia Michelin que Nova York e Paris, por exemplo. Londres credita ao seu melting pot, o caldeirão multicultural em que ferve, essa transformação da água para o vinho no quesito comida. Tanto que o festival London 2012, que reúne eventos culturais paralelamente às Olimpíadas, tem na gastronomia o maior número de eventos.

Le Cordon Bleu London

     Mal havia chegado a Londres, antes do início dos Jogos, e já fui direto a uma maratona gastronônica, com pratos de 25 países – incluindo a feijoada completa brasileira, no hotel Andaz, ao lado Liverpool St Station, na City londrina. De lá para cá, tive o privilégio de assistir à aula de culinária na filial da aclamada escola francesa Le Cordon Bleu em Londres, provar as delícias preparadas e ficar sabendo, em primeira mão, que essa gastrogrife vai abrir uma filial no Rio de Janeiro no ano que vem.

    Londres não para de comer – seja em quiosques de rua, biroscas multétnicas, mesas de restaurantes e balcões de pubs – aliás, gastropubs. E essa moda ruminante que se traduz nos jantares pop-up – eventos de uma noite só com chefs cozinhando para seletos convidades em locais improváveis.
É assim que a jornalista gastronômica coloca suas manguinhas de chef de fora, no evento pop-up [email protected] (algo como “Às 9, na dispensa”). Sugestivo, não?

Atul Kochhar

    Falando em comida indiana, hoje, dos três dos mais renomados chefs que deixaram a Índia para fazer história no cardápio britânico,  dois deles são responsáveis pelas estrelas que o restaurante Tamarind  ganhou no Michelin: Atul Kochhar foi o primeiro chef indiano a ganhar destaque na ‘bíblia gastonômica’ e Alfred Prasad é o mais jovem indiano lauerado com a distinção. Londres é a cidade que mais tem restaurantes indianos no mundo – o chef Vivek Singh diz que quando abriu seu Cinnamon  Club, em 2001, já havia cerca de cinco mil deles – metade dos então 10 mil em todo o Reino Unido.
   
    A paixão dos ingleses por comida indiana data de uns 300 anos, desde a colonização da Índia. O chef do Cinnamom garante que em Londres há melhores indianos que na Índia e que os londrinos, especialmente, estão cada vez mais resistentes à pimenta que tempera os pratos. Aliás, quem diria, o chicken tikka masala – frango típico indiano – superou o fish & chips como o prato favorito nacional do Reino Unido, revela o editor do site Squaremeal.co.uk Ben McCormack.

    Bem que São Paulo, honrando seu status de metrópole gastronômica, poderia ter mais restaurantes indianos, não é?

{Juliana Resende/brpress)

#brpressconteudo #chickentikkamasala #gastronomia #comidaindiana #Londres #london2012

Juliana Resende

Jornalista, sócia e CCO da brpress, Juliana Resende assina conteúdos para veículos no Brasil e exterior, e atua como produtora. É autora do livro-reportagem Operação Rio – Relatos de Uma Guerra Brasileira e coprodutora do documentário Agora Eu Quero Gritar.