Acesse nosso conteúdo

Populate the side area with widgets, images, and more. Easily add social icons linking to your social media pages and make sure that they are always just one click away.

@2016 brpress, Todos os direitos reservados.

Ana Cañas: cantando músicas dos outros e suas em formato banquinho e violão. Foto: Jorge Bispo/DivulgaçãoAna Cañas: cantando músicas dos outros e suas em formato banquinho e violão. Foto: Jorge Bispo/Divulgação

Ana Cañas semiacústica

(São Paulo, brpress) - Cantora parece à vontade neste momento mais intimista, quase independente, estreando show para 120 pessoas, mesmo depois de ter sido contrata e dispensada pela Sony Music.

(São Paulo, brpress) – Ana Cañas já fez show até com o Sepultura (como lembrou  o guitarrista Andreas Kisser, em entrevista ao site Tenho Mais Discos que Amigos, argumentando como nenhum fã reclamou, ao contrário do show da banda com Lobão). Pois Cañas também é bem eclética. Não, a cantora paulistana não caiu no thrash metal. Mas mistura tudo em seu novo show, com voz e violão, que estreia nesta quinta (19/01), na Sala Cabaret. É Mulhergaláxia.

O nome da nova composição de Cañas (pronuncia-se “Canhas”) é também uma pista do vasto espectro do repertório que ela escolheu com o diretor Marcus Preto. As Curvas da Estrada de Santos (Roberto Carlos/Erasmo Carlos) colidem com Mamãe Natureza (Rita Lee), enquanto Retrato em Branco e Preto (Tom Jobim/Chico Buarque) contrasta com Índia (José Asunción Flores/ Manuel O. Guerrero/José Fortuna). 

Rocker suave 

 Tem ainda Eu Amo Você (Cassiano/Silvio Rochael), mais conhecida na voz de Tim Maia – ponto alto da interpretação de Cañas, que impressiona quando canta Summertime, com a rouquidão de Janis Joplin. Ela é boa de blues e rock. E é boa de palco, pois é atriz de formação (ela atou no filme Amores Urbanos, de 2014). 

A cantora parece à vontade neste momento mais intimista, quase independente, mesmo depois de ter sido contrata e dispensada pela Sony Music. Como compositora, Canãs precisa amadurecer (ela mantém o blog Despoéticas). Mas garante pedidos de algumas músicas suas como Hoje Nunca Mais, Bandido, Urubu Rei e Tô na Vida – além de Luz Antiga e Pra Você Guardei o Amor, dois temas de Nando Reis que fizeram sucesso em sua voz. 

O único músico acompanhando Ana Cañas no palco é o baixista Fábio Sá.

Assista a Ana Cañas cantando Eu Amo Você:

Mulhergaláxia – 19 e 26/01. às 21h

Sala Cabaret (Teatro Viradalata, 120 lugares) – Rua Apinajés, 1387; (11) 11) 3868-253

CIngressos: Inteira: R$ 60,00 / Meia: R$ 30,00 à venda pelo Ingresso Rápido

ingressorapido.com.br ou bilheteria

lassificação etária: 16 anos