Acesse nosso conteúdo

Populate the side area with widgets, images, and more. Easily add social icons linking to your social media pages and make sure that they are always just one click away.

@2016 brpress, Todos os direitos reservados.

Janaina Matos, dos Policiais Antifascistas, no filme Agora Eu Quero Gritar. Foto: Cahal McLaughlinJanaina Matos, dos Policiais Antifascistas, no filme Agora Eu Quero Gritar. Foto: Cahal McLaughlin

Agora Eu Quero Gritar na plataforma Bombozila

Documentário sobre sobre violência policial em favelas do Rio estreia na plataforma de documentários que importam para lutas sociais.

(brpress) – O premiado documentário Agora Eu Quero Gritar (Right Now I Want to Scream, Brasil/Reino Unido, 2020), sobre violência de estado nas favelas do Rio, estreia na Bombozila, nesta sexta (20/01). A plataforma, uma espécie de Netflix de documentários que importam para as lutas sociais na América Latina e Caribe. É gratuita e reúne centenas de filmes desde 2016. 

Agora Eu Quero Guitar fica em cartaz por até seis meses. Ou seja, o filme, que dá voz às vitimas de violência de estado nas favelas do Rio e profissionais envolvidos com a questão – como a policial civil Janaina Matos, do movimento Policiais Antifascismo –, segue sendo disponibilizado e visto em outros canais além dos nossos. Isso é ótimo!

Coprodução

Produzido pela Ulster University e coproduzido pela jornalista Juliana Resende, autora do livro-reportagem Operação Rio – Relatos de Uma Guerra Brasileira (1995), Agora Eu Quero Gritar quer incluir mais e mais pessoas no questionamento à militarização da segurança pública e mostrar como a violência policial afeta e interrompe vidas (majoritariamente negras) em áreas pobres no Brasil. 

Os diretores do documentário, professores Siobhán Wills e Cahal McLaughlin, têm disponibilidade para participar de discussões pós-exibições, como nos eventos que aconteceram em parceria com entidades como King’s Brazil Institute, Oxford Transitional Justice Research (OTJR), OAB-RJ e EMLER (Expert Mechanism to Advance Racial Justice and Equality in Law Enforcement), além de ONGs, como Brazil Matters, Conectas Direitos Humanos e Justiça Global, escolas e universidades.   

Assista ao trailer de AgoraEu Quero Gritar:

#agoraeuquerogritar #rightnowiwantoscream #brpressconteudo #bombozila #streaming #favelas

Comentários

Publicar Comentário