Acesse nosso conteúdo

Populate the side area with widgets, images, and more. Easily add social icons linking to your social media pages and make sure that they are always just one click away.

@2016 brpress, Todos os direitos reservados.

FOTO – Latinhas de alumínio dominam mercado de reciclagem no BrasilFOTO – Latinhas de alumínio dominam mercado de reciclagem no Brasil

Latinhas lideram

(brpress) – Política pode estimular mercado para outros materiais, mas, segundo IBGE, alumínio domina no Brasil, com um dos maiores reaproveitamentos do mundo.  
(brpress) – Já que não há políticas públicas para reciclagem nem tratamento de lixo no Brasil, recolher latas de cerveja e refrigerante nas ruas do país se tornou, não apenas questão de consciência ambiental, mas também uma atividade econômica. Segundo pesquisa Indicadores de Desenvolvimento Sustentável 2010, do Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE), divulgada nesta semana, o alumínio continua na liderança entre as matérias-primas mais recicladas no Brasil.

O levantamento mostrou que 91,5% das latinhas são recolhidas para reciclagem, número menor que os 96,5% registrados em 2007, mas ainda suficiente para manter o país entre os com maior índice de reaproveitamento do material, à frente de Japão (87,3%) e Estados Unidos (54,2%). Porém, outros produtos ficam bem atrás na lista por terem menor valor de mercado como embalagens PET (54,8%), vidro (47%), latas de aço (46,5%), papel (43,7%) e embalagens longa vida (26,6%).

Preços e políticas melhores

Segundo a Associação Brasileira do Alumínio, uma tonelada do metal custava cerca de R$ 2,8 mil na segunda semana de agosto. Isto gera preferência em relação ao papel, vidro, resina PET, latas de aço e embalagem longa vida. Porém, espera-se que nos próximos anos sejam estabelecidos preços mínimos para os materiais, além de avanços das leis ambientais, da educação e da coleta seletiva, que devem tornar o mercado mais igual – além de melhorar o meio ambiente.  
 
 A pesquisa ainda aponta que reciclagem reduz o consumo de energia e a extração de matérias-primas, evitando a emissão de gases estufa.

Comentários

Publicar Comentário