Acesse nosso conteúdo

Populate the side area with widgets, images, and more. Easily add social icons linking to your social media pages and make sure that they are always just one click away.

@2016 brpress, Todos os direitos reservados.

Réplica do avião DemoiselleRéplica do avião Demoiselle

Santos Dumont: o melhor do Museu do Amanhã

(Rio de Janeiro, brpress) - O Poeta Voador poderá ser vista diariamente em agosto, quando ingressos para o melhor programa cultural olímpico só estarão à venda online.

(Rio de Janeiro, brpress) – O recém-inaugurado Museu do Amanhã, localizado na Praça Mauá, região portuária do Rio de Janeiro que foi toda reformulada para os Jogos Olímpicos – o Porto Maravilha – e já e considerada o maior legado para a Cidade Maravilhosa decorrente dos Jogos, montou uma programação diferente durante a temporada olímpica. As novidades começam com o funcionamento às segundas-feiras. E em agosto, os ingressos poderão ser comprados somente pelo site do museu. 

“Normalmente, as segundas-feiras são fechadas para manutenção, mas nós vamos abrir todos os dias, de domingo a domingo, no mesmo horário, das 10h às 18h”, anunciou o diretor-geral do Museu do Amanhã, Ricardo Piquet. Trata-se de um dos melhores passeios culturais no Rio durante os Jogos – em dobradinha com o Museu de Arte do Rio (MAR), que tem uma boa exposição sobre a princesa Leopoldina.

Nas asas de Dumont

Com uma arquitetura estonteante que lembra uma nave espacial, assinada pelo arquiteto espanhol Santiago Calatrava, o museu tem várias exposições em cartaz, mas O Poeta Voador – Santos Dumont, que será mantida durante todo o período dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, é a cereja do bolo. Com curadoria de Gringo Cardia, a mostra tem linguagem audiovisual e atividades interativas, incluindo duas réplicas em tamanho real: o pioneiro 14bis; e o avião Demoiselle, mais completo projeto do inventor. 

O objetivo da exposição é destacar Santos Dumont como um jovem empreendedor adepto de conceitos ainda hoje atuais: disponibilizava seus projetos para que fossem replicados, em vez de registrar patente, em uma espécie de creative commons antes de o termo existir; um dos primeiros designers contemporâneos do país, com traços precisos, simples e funcionais; um dos brasileiros mais célebres do mundo, que lançou moda em Paris, capital do mundo no início do século 20.

TV e internet

Na semana pré-Olimpíada, o museu abrirá ao público, uma pequena mostra sobre a história da televisão no Brasil. “Essa exposição vai culminar com a apresentação, no auditório, de uma grande tela de 8,5 metros de largura em resolução 8K, que é 16 vezes mais precisa que a televisão conhecida hoje e comercializada no mercado, de 4K”, informa Piquet.

Devido à passagem da maratona que ocorrerá em dois domingos (a feminina, no dia 14/08, e a masculina, no dia 21/08), o horário do museu será alterado, começando às 15h e encerrando às 21h. “Isso para poder viabilizar toda a operação de bloqueio das vias de acesso ao museu, para priorizar a passagem da maratona”, destacou o diretor-geral.

As tarifas permanecem as mesmas para os ingressos adquiridos pela internet: R$ 10 a entrada inteira e R$ 5 a meia entrada. Nas duas próximas terças-feiras (09 e 16), a gratuidade estará suspensa, devido à Olimpíada, retornando nas semanas posteriores. Permanece, entretanto, a gratuidade para maiores de 70 anos, alunos de escolas públicas e todas as garantias de gratuidade dadas por lei. 

Filas

Atenção para as filas – estavam enormes devido à lentidão na venda de ingressos nas bilheterias com pouca estrutura de pessoal e má organização. Outra falha do Museu do Amanhã é que não há mapas das exposições e muito menos audioguias, nem em português nem em outras línguas, o que prejudica bastante o aproveitamento e a compreensão das atrações. O Museu do Amanhã merece mais cuidados nestes importantes setores.

Veja mais fotos do Museu do Amanhã no nosso Facebook.